terça-feira, 17 de março de 2009

A alcova saciada como antes - Dos Anjos






Nas covas da tua boca estou perdido
Num gozo visceral que é pleno gozo
Teu seios tem um pólen saboroso
Tuas nádegas um gosto dividido.

Dou urros de prazer com teu aroma
Teu cheiro de sangria iluminada
Só lembro do teu sexo em jornada
Num cavalgar sem volta que me assoma.

A noite nunca morre pros amantes
Que dormem pelos laços da volúpia
Nas camas com aromas de torpores.

Na cama sempre ficam dois odores
De alcova saciada como antes
Estremecendo as carnes sem desculpa.

3 comentários:

  1. Gostei muito, muito inspirado!

    ResponderExcluir
  2. Adorei,muita volúpia no texto escrito!!!

    ResponderExcluir
  3. Mor, essa tua habilidade com a poesia, versos e rimas, faz com que tudo que produzas seja extremamente inteligente e lindo.

    ResponderExcluir

Néon


RockYou FXText

Porno Tube