segunda-feira, 24 de março de 2008

By FruFru



Meu Moreno

Me dá
um gole do seu copo
- só um gole de cowboy -
põe o som
do Ed Motta
ou Aerosmith

e estou perdida.

Enfia a língua
na minha boca,
me acaricia
dentro da calcinha,
beija minha nuca
- morde até doer -
e arrasta a barba por fazer.

Manda:

- Dá pra mim, dá?

Assim eu penso
"que se foda"
assim esqueço
do depois.

Abre
minhas pernas,
segura
minhas coxas
e me invade.

Nessa hora
eu chamo teu nome.
E murmuro:
- Meu homem...

Mesmo
que não seja verdade.

10 comentários:

  1. aeiueheehaiuahe
    tirando ed motta, tá massa!
    o final é inesperado!

    ResponderExcluir
  2. Ahh, pena eu comentar isso numa fase frígida. Porra do carálho, mesmo.

    Até meu deu um tesãozinho...rs mas pq tu que escreveu.

    bjssss de língua gelada.

    ResponderExcluir
  3. Fru, você é especialista. Adorei.

    ResponderExcluir
  4. adoro esse jeito seu de escrever

    que as coisas vao caminhando
    e ficando mais quentes
    ui
    ai
    e assim vai.

    =D

    ResponderExcluir
  5. Flá, sua poesia erótica é da maior qualidade. Acho que no futuro ouviremos muito falar de vc, o que só nos deixará orgulhosos em dizer: "Sabe a poeta Flá Perez, aquela dos poemas eróticos? conheço ela".

    ResponderExcluir
  6. Poxa mr. Zé!!!
    obrigada!

    e tomara!

    ResponderExcluir
  7. Até a Lari comentou!!!
    que maravilha!!!1


    beijos em todos e Valeu!!!

    ResponderExcluir

Néon


RockYou FXText

Porno Tube